Examinando os Enquadramentos Noticiosos de Jornais Selecionados da Renovada Agitação Biafrense na Nigéria (2016-2017)

  • Victor Chinedu Eze Department of Communication and Language Arts, University of Ibadan
Palavras-chave: Biafra, agitação, sessão, Nigéria, enquadramento, media

Resumo

A renovada agitação biafrense liderada pelos Povos Indígenas de Biafra (IPOB) tem sido notícia desde 2016. Isto é surpreendente quando se considera que a guerra nigeriana-biafrense foi travada há mais de 50 anos, sem vitórias e nenhuma posição vencida. Esta investigação examina como os jornais selecionados enquadraram a agitação de janeiro de 2016 a dezembro de 2017 – um período que registou um pico nas atividades dos agita- dores briafenses, que pediram um referendo para possibilitar criação da República de Biafra. A teoria do enquadramento é o quadro teórico desta pesquisa. Quatrocentos e vinte e um (421) números de jornais foram selecionados por meio de técnicas de amostragem de casos críticos e intencionais. Os dados foram analisados através de análise de conteúdo qualitativa e quantitativa. Os resultados deste estudo mostraram que os jornais selecionados enquadravam a agitação em quadros políticos, económicos, separatistas, de direitos humanos, conflito e discurso de ódio. Os resultados também mostram que os correspondentes da imprensa eram a fonte principal para artigos sobre a renovada agitação biafrense. Os media impressos noticiaram a agitação da crise principalmente a partir dos direitos humanos, em que os agitadores são privados da liberdade de protestar e são desumazinados pelos agentes de segurança nigeriados, questionando o governo por violações dos direitos humanos.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
[1]
Eze, V. 2019. Examinando os Enquadramentos Noticiosos de Jornais Selecionados da Renovada Agitação Biafrense na Nigéria (2016-2017). Interações: Sociedade e as novas modernidades. 37 (Dez. 2019), 11-33. DOI:https://doi.org/10.31211/interacoes.n37.2019.a1.
Edição
Secção
Artigos