Práticas mediáticas durante as manifestações brasileiras de 2013

  • Ana Cristina Suzina Comuni - Núcleo de Estudos de Comunicação Comunitária e Mídia Local
Palavras-chave: protesto, media, ativismo, democracia

Resumo

Este artigo discute a forma como uma série de manifestações nacionais no Brasil, em 2013, embutiu um debate relevante em torno do julgamento social em relação às práticas jornalísticas e um consequente “desejo de reforma” em direção a um “jornalismo ideal”. Também discute a hipótese de que os media comunitários e alternativos contribuem, regularmente, para desenvolver o jornalismo e a melhorar a democracia. A reflexão é baseada numa abordagem em duas etapas. A primeira delas consiste na observação da evolução da cobertura mediática sobre os protestos, por meio da análise das primeiras páginas do jornal Folha de S. Paulo. A segunda etapa refere-se à inclusão de reivindicações relacionadas com os media nas manifestações e às suas raízes nas lutas pela democratização dos media no país, e se fundamenta em entrevistas com 11 mediativistas brasileiros.

Publicado
2019-06-30
Como Citar
[1]
Suzina, A. 2019. Práticas mediáticas durante as manifestações brasileiras de 2013. Interações: Sociedade e as novas modernidades. 36 (Jun. 2019), 9-39. DOI:https://doi.org/10.31211/interacoes.n36.2019.a1.
Edição
Secção
Artigos