A Sustentabilidade da Imprensa Negra como Justiça Social: Um Estudo Sobre o Hiato na Tecnologia Digital

  • Indhira Suero Acosta Santo Domingo Institute of Technology
  • Bernardo H. Motta University of South Florida St. Petersburg
Palavras-chave: Internet, jornalismo, imprensa negra, jornais Afro-Americanos, Afro-jornais

Resumo

 

A National Newspaper Publishers Association (NNPA) conta com um total de 157 membros - publicações dirigidas à comunidade afro-americana nos Estados Unidos. Atualmente, não há pesquisas sobre a forma como essas publicações adotaram a tecnologia ao longo do tempo ou se a adoção dos novos média contribui para seu crescimento e sobrevivência na indústria editorial. Na Flórida, o The Weekly Challenger, o Daytona Times e o Florida Courier, três dos 13 jornais históricos, estão conectados na história e na estrutura e mostram diferentes tipos de métodos de sobrevivência. Como é que essas publicações adotaram a tecnologia ao longo do tempo? Que tipos de tendências são refletidas nesses jornais? Que desafios são enfrentados pelos semanários da comunidade negra? Para responder a essas perguntas, os autores realizaram estudos de caso utilizando observação participante, entrevistas longas, pesquisa histórica e questionários qualitativos. Uma descoberta significativa desta pesquisa demonstra a dificuldade em obter respostas, devido à suspeita e intimidação do público-alvo. Estas publicações lutam com uma força de trabalho reduzida, que não tem treino profissional e técnico e deve desempenhar várias funções. Os resultados também mostram que 14 dos jornais listados como membros atuais da NNPA não estão atualmente em circulação e que o padrão de adoção das publicações não é planeado, mas uma consequência da disponibilidade e do acaso.

Publicado
2018-09-30
Como Citar
[1]
Acosta, I. e Motta, B. 2018. A Sustentabilidade da Imprensa Negra como Justiça Social: Um Estudo Sobre o Hiato na Tecnologia Digital. Interações: Sociedade e as novas modernidades. 34 (Set. 2018), 141-160. DOI:https://doi.org/10.31211/interacoes.n34.2018.a7.
Edição
Secção
Artigos